segunda-feira, 20 de julho de 2015

Eat Love - Treino acompanhado

Via Pinterest
Nunca na minha vida pensei em ficar viciada em exercício físico. Ficar com comichões pelo corpo quando fico uma semana sem treinar era para mim toda uma utopia bem lá no fundo do túnel. Há quem diga que demoramos cerca de 21 dias a criar um hábito, e, apesar de alguns altos e baixos consegui começar o ano a treinar e continuar com a frequência semanal desejada até hoje. E é uma sensação tão boa! Aquela sensação de que um dia sem treinar é mesmo só quando nos sentimos a arrastar o nariz no chão, quando não conseguimos descer um degrau sem expressar uma careta, ou quando temos de pedir ajuda para ir buscar um copo à prateleira pois um simples esticar de braço se torna toda uma via sacra.
Para além dos treinos em casa que já me acompanhavam há algum tempo, surgiu a oportunidade de ir para o Fitness Hut em Março. Confesso, nunca fui muito adepta de ginásios, e só aceitei alistar-me para poder frequentar as aulas - para aqueles dias de pouca motivação.
Pois é, dei por mim a marcar aulas de spinning quase diariamente até não conseguir ficar uma semana sem fazer pelo menos um treino colectivo.
Segunda, quarta e sexta eram os dias escolhidos para dar ao pedal de forma vigorosa, e é claro que o primeiro dia de semana era sempre o mais puxado, nem que fosse pelo facto de ter estado de rabo alapado os dois dias anteriores.


Via Pinterest

Foi numa destas segundas malfadadas que dei de caras com um professor novo, e pensei eu, como quase todos nós pensamos, "ora grandessíssima chatice, já estava habituada ao anterior e agora sei lá quem é esta pessoa, aposto que não vai puxar nada..." enfim!
Pois....bati logo na boca e desejei nunca ter entrado naquela aula quando ainda só ia nos primeiros 10 minutos (!!!). Juro. Ia morrendo.
Mas não é isso que nós queremos? Sair do treino com a sensação de que levámos com um camião em cima? E no dia a seguir andar a fazer figuras tristes cada vez que damos um passo em frente? É. Pelo menos é isso que eu quero! Só não quero é sentir isso nos primeiros 10 segundos do treino!
Comecei a apelidar as aulas de segunda como as piores (no sentido bom claro) da semana. O professor Luís Pardal era o mais temido da semana, pelo menos por mim! Aula após aula, semana após semana, comecei a perceber que afinal aquele medo que sentia era apenas psicológico. Como mencionei acima, os 21 dias estavam a fazer efeito, e eu já só queria que a segunda voltasse para testar mais uma vez os meus limites e ver até onde o coração batia.
No fim de uma das aulas, em conversa com o temido treinador, decidimos fazer uma avaliação e falarmos sobre objectivos (meus) no que diz respeito a treinos e metas a atingir (ao nível físico). E pronto, posso dizer-vos que fui literalmente em direcção ao abismo e estou a ter treino acompanhado pelo Professor Luís Pardal.
Comecei os treinos  faz duas semanas e tenciono partilhar convosco aqui e nas restantes redes sociais (instagram,  snapchat e youtube) alguns detalhes de treinos, exercícios específicos para diferentes objectivos.
Aqui vão poder ver, para além das habituais receitas saudáveis,  mais partilha de artigos dedicados ao desporto, nutrição e bem-estar.

Vamos fazer crescer a comunidade Eat Love e enchê-la de partilha, boa energia e muita saúde!

Espero que gostem!

 Visitem o EATLOVE no Facebook e façam like!
Subscrevam o canal Youtube Eat Love


Sigam o Instagram @eatlovewithlove
Sigam o Snapchat eatlovewithlove